domingo, 19 de setembro de 2021

"SCHUMACHER": O FILME "CHAPA-BRANCA" FAZ LEMBRAR O "HOJE, NÃO...HOJE, NÃO..."

    

    É preciso ser honesto (isso não é "qualidade", mas "obrigação") com a amiga(o) leitor(a): "Schumacher", da Netflix, é o "único filme aprovado pela família do piloto". Ou seja, é chapa-branca, ou, na linguagem do automobilismo, é "bandeira branca"... Isso é bom ou é ruim? 
    É bom no sentido em que os parentes abrem arquivos sobre fatos da vida do piloto. Com declarações e imagens inéditas. Ótimo para quem é apenas "fã" e não vê a produção com um olhar mais crítico. Mas é ruim para quem tem uma visão mais "apurada", que quer enxergar o piloto por diversos ângulos da história, aí "o pneu murcha"....
    Por se tratar de uma "produção familiar", é praticamente 1h53min de "exaltação" à lenda do alemão. Claro que há momentos curiosos, como o começo da carreira, quando sem dinheiro, ele pilotava karts com pneus velhos catados do lixo. Ou quando teve que disputar uma classificatória (ainda no kart) por Luxemburgo (que não cobrava por isso) e não pode disputar pela Alemanha porque não tinha dinheiro pra pagar a disputa no país onde nasceu. E tem, claro, os depoimentos emocionantes da mulher e dos filhos.
    Mas, "enquanto" pessoa pública e profissional de automobilismo, o filme vai passando em "linha do tempo" pela vida de Schumi. Em alguns momentos, inclusive, de forma bem acelerada. 
    Falemos dos brasileiros: O único que aparece é Ayrton Senna. Tricampeão, liderava a prova em Ímola, naquele 1º de Maio de 1994, quando passou reto na curva tamburello e acertou em cheio uma barreira de pneus. Schumacher acompanhou de perto o acidente e a morte de Senna: Ele vinha logo atrás, em segundo lugar. O alemão disse que ficou várias noites dormindo muito mal e pensando, durante um tempo, cada vez que ia para uma prova, em que momento ele poderia também morrer em um acidente. Mais: Numa entrevista coletiva, tempo depois, emocionado, chorou quando bateu um recorde do rival do Brasil. 
    Mas, no doc, Senna é retratado apenas no acidente e é apresentado como um cara temperamental, que foi dar uma bronca no novato Schumi por causa de uma batida entre eles na primeira volta do GP da França em 1992.
    E quanto a Rubens Gonçalves Barrichello? Ele (que fez parte da equipe Ferrari ao lado do alemão de 2000 a 2005) simplesmente é ignorado. Barrichello teve participação importante nos 5 títulos de Schumacher de 2000 a 2004. Ao todo foram 7 campeonatos, outros dois em 94 e 95.
    Fiel escudeiro do alemão, o brasileiro algumas vezes teve de "abrir para o companheiro passar" (como se diz na F1). Claro que não há do que Rubinho reclamar. Porque, como diz o ditado, "o combinado não custa caro", mas fica a frustração - pra quem gosta de assistir automobilismo - desse "jogo de equipe" que todos fazem.
    Além de Senna, única outra citação ao Brasil que encontrei foi nos créditos finais. Em meio ao agradecimento a centenas de nomes, aparece lá "Globo TV". Deve ser sobre a cessão de alguma imagem de Senna...
    Pouquíssima coisa tem sobre "polêmica" nas pistas. Uma delas envolveu David Coulthard. Em 30 de agosto de 1998, no GP da Bélgica, chovia pra caramba. Lá deve ter ocorrido a maior barbeiragem da carreira de Michael Schumacher. Considerado o "Rei da Chuva", ele se deu mal com o tempo péssimo. Na volta 25, ao tentar ultrapassar o escocês, acertou em cheio a traseira do carro dele. É aquela situação: Parece que o motorista vem "distraído" e bate no carro da frente.
    Fim de prova para os dois. E Schumi ficou "possesso". Nos boxes, saiu que nem louco correndo para a garagem da McLaren pra "pegar" Coulthard. Os mecânicos separaram os dois que foram levados para uma sala de reuniões para que houvesse um "entendimento". De acordo com o escocês, rolou esse diálogo:
    COULTHARD --- "Erramos. Eu assumo a minha parte no acidente. Mas você precisa assumir a sua".
    SCHUMI --- "Qual é a minha parte?"
    COULTHARD --- "Você bateu na traseira do meu carro. Tem que entender que é excelente piloto, mas que também erra de vez em quando".
    SCHUMI --- "Erro? Não estou lembrado disso".

    Uma das imagens mais marcantes da carreira do alemão não está do documentário. Mas relembramos aqui: Era 12 de maio de 2002. GP da Áustria. Na última volta, no último instante, Barrichello teve de deixar Schumacher passar por ordem da Ferrari. No pódio, Schumi entregou o troféu de campeão ao brasileiro. Foi a inesquecível narração de Cleber Machado com o "Hoje não...hoje não... hoje sim!"
    Assista:

(fonte: YouTube)

Dica: Se não conseguir ver o vídeo no celular, clique na função "Visualizar versão para a web" que aparece ao pé da página do blog.


sábado, 18 de setembro de 2021

FERNANDO HADDAD FAZ AUTOCRÍTICA !!!



 "Assumo que fui o responsável pela maior contratação de professores para a rede federal de educação superior e profissional da história do Brasil que hoje, segundo Bolsonaro, atrapalham o país. Aviso: faremos mais a partir de 2023!"

GRECA: DEPOIS DE "ORAR", PREFEITO PROMETE "PRESSÃO" PARA VACINAR ADOLESCENTES

  


      "A nossa vontade é de imunizar todos os adolescentes de 12 a 17 anos, mas a Pfizer tem a exclusividade para adolescentes. É a única que pode ser aplicada. Então, o Ministério da Saúde tem que entrar em acordo com a Anvisa. A  princípio seguiremos a orientação do Ministério e começaremos pelos adolescentes com comorbidade. Se eu pudesse comprar vacinas, eu o faria, mas é o Ministério que compra. Vou fazer pressão política para isso acontecer. Queremos todos vacinados para um ano novo totalmente imunizado".

                                       Rafael Greca, prefeito de Curitiba (DEM), nessa sexta-feira, no "fechamento" do Pavilhão da Cura. Antes de prometer partir "pra batalha" política, o alcaide havia dito que iria "orar" para que o Ministério da Saúde e a Anvisa entrassem num entendimento e liberassem a vacinação para adolescentes sem comorbidade.

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

QUANDO VACINAR ADOLESCENTES? PREFEITO DE CURITIBA, RAFAEL GRECA, RESPONDE: "OREMOS!"

    


    O ocupante do Palácio do Planalto mentiu na noite dessa quinta-feira: Disse que a Organização Mundial da Saúde é contra a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Mas... a OMS  não faz essa afirmação. Apenas constata: "Crianças e adolescentes têm a tendência de apresentar casos mais leves em comparação a adultos".
    Mais: a agência da ONU reconhece que a vacina da Pfeizer contra a convid-19 pode ser aplicada para a população dessa faixa etária. E como mentira do Messias tem perna curta, a  Anvisa mantém a autorização para a vacinação para quem tem entre 12 e 17 anos.
    O Ministério da Saúde suspendeu a vacinação a mando do capitão cloroquina. Tanto é que agora há o impasse: Ministério x Anvisa. 
    O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, que é do governo do bolsonarista Ratinho Junior (PSD), afirma: "Tenho certeza que vamos resolver isso". Mas alerta: "Temos que avançar somente se houver a quantidade de vacina necessária".
    Já o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), num raciocínio "mais ao céu do que à terra", filosofou na rede social:
    "A Pfeizer - detentora da única vacina permitida a adolescentes de 12 a 17 anos - TEM EXCLUSIVIDADE DE FORNECIMENTO com o governo federal do Brasil. Precisamos ver como fica o impasse da Anvisa com o Ministério da Saúde do Brasil. Oremos".
    Sim! Oremos, caro alcaide! Mas...trabalhemos. É hora de "botar pressão" lá em Brasília e não ficar apenas assistindo o que vai acontecer. Pra isso temos 3 senadores e 30 deputados federais. 
    Bora "bater um fio" pra eles para que nos ajudem!
   




DORIA FAZ "DANCINHA" CONTRA O MESSIAS.... MAS..."SEU PASSADO O CONDENA!"

    Ainda repercute a "dancinha" do governador João Doria (PSDB-SP) na manifestação do MBL (também conhecido por Movimento Bolsonaro Light) na avenida Paulista. 
    Não viu? Veja! Já viu, "vale a pena ver de novo"...
    Da série, "O que não se faz pra chegar à Presidência da República"

(fonte: YouTube >>> Dica : Se não conseguir visualizar o vídeo no celular, clique em "visualizar versão para a web" que aparece ao pé da página do blog...)

Mas... Doria tenta, agora, apagar o "passado bolsonarista" dele. Lembre que, em 2018, ele "se abraçou" ao Messias pra se eleger governador de São Paulo.
Uma imagem não mente jamais:





BRASIL EM CRISE? BANCO FECHA CINEMAS!

   


     O banco Itaú informou que vai fechar cinemas em Curitiba, Porto Alegre e Salvador. Motivo? A crise econômica causada pela pandemia. O Itaú também informou, no começo de agosto, que o lucro líquido contábil no segundo trimestre (abril, maio e junho) de 2021 chegou a R$ 7,56 bilhões de reais. Você não leu errado: são  sete bilhões! Um crescimento de 120,8% em relação ao mesmo período do ano passado.
    Dá pra concluir que não foi por falta de dinheiro que os cinemas fecharam. Foi uma questão de "estratégia". Pena que Curitiba, Porto Alegre e Salvador não fazem parte dessa "estratégia". Num comunicado à praça, o banco afirma que "faz-se necessário reestruturar a nossa atuação no mercado , revendo nossa presença em salas de cinema. A partir dessa quinta-feira, 16/09, estamos encerrando as atividades de nossas unidades nas praças de Curitiba, Porto Alegre e Salvador. As demais unidades seguem em funcionamento e passam a ter ainda mais relevância e importância em nossa estratégia de atuação para oferecer aquilo que mais acreditamos: a experiência única proporcionada pelas salas de cinema."
    Importante notar: o banco considera que "aquilo que mais acreditamos" é a experiência única das salas de cinema, mas, ao mesmo tempo, fecha salas culpando a pandemia. Ou seja, quem acredita numa ideia investe naquela ideia. E não se preocupada com prejuízos que tenham ocorrido "nos últimos meses". Lembre que falamos de uma das maiores empresas do país. Não é um cineminha de bairro...
    Também vamos pensar que cinema não é o negócio do Itaú. Claro que ninguém queima nota de 100 reais e nem entra numa atividade só pra ficar tendo prejuízo. Para o banco, ao que parece, abrir salas de exibição era um trabalho no seguinte sentido: Investimento em cultura (a fundo "perdido").... "fazer bem" à marca da empresa... ter uma "participação social" com os lucros astronômicos da instituição.
    E eu que sempre pensei que grandes empresas têm "isenção fiscal" (abatem/não pagam alguns impostos) pra investir em cultura.
    Mas sejamos justos: Não é só o Itaú que teve um lucro gigantesco em 2021, o segundo ano da pandemia. Todos os outros bancos também lucraram muito.
    E olha só que coisa: Entre os herdeiros do Itaú estão dois dos melhores cineastas do país: os irmãos Walter Salles  (diretor de "Central do Brasil", que concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro) e João Salles, esse mais dedicado aos documentários. Mas destaquemos que eles não definem a política de investimentos e nem a administração do banco. Quem cuida dessa parte são outros dois irmãos deles. Walter e João são "apenas" acionistas.
    Mas o que é triste é ver a "importância" dada à cultura no país pelas grandes empresas. Faturamento tá caindo? Corta da cultura! Seria desnecessário lembrar, mas lá vai:
    Alimentação, saúde, vestuário, moradia, educação e cultura. São princípios dos direitos de qualquer pessoa.
    Abaixo o comunicado do banco Itaú:








BORA PENSAR! .... COM LULA

    "Eu quero governar para todo mundo. Mas o pobre vai estar no primeiro lugar da fila. O pobre precisa entrar no orçamento da União!"
                                                     Lula, ex-presidente, em entrevista à rádio Sagres de Goiás, nessa sexta-feira, 17/09/21



quinta-feira, 16 de setembro de 2021

LULA, O SUPER-HOMEM QUE PODE SALVAR A GLOBO, LOUIS LANE?

    


        Lula é o super-homem, defensor do povo. Deixou o governo com 87% de aprovação popular. A Globo é Louis Lane. O Messias - que de messias só tem o nome... - é o Lex Luthor, supervilão.
    Louis tem um problema: Ela já namorou (às vezes namora escondido...) Luthor. O vilão, machista e misógino, gosta de bater em Louis. Já pensa até em cancelar Louis em 2022. 
    O ano que vem promete grandes emoções: Afinal, Louis também já andou de "namorico", como diria a minha avó, com o super-homem (também conhecido como Clark Kent) no começo dos anos 2000. Com o tempo, a relação esfriou e o amor virou ódio. Mas.... mas.... com Luthor pensando em cancelamento de Louis em 22, pode ser que ela "se jogue" nos braços do super-homem se não aparecer uma terceira opção mais interessante até a metade do ano que vem.
    E olha que isso tem grande possibilidade de acontecer: Só Kent apresenta condições (ele tem a kriPTonita vermelha  pra derrubar o supervilão...) e salvar Louis Lane.


Salvar a Louis Lane não é para qualquer um...


"DOUTOR IMPEACHMENT": REALE JUNIOR - QUE REDIGIU IMPEACHMENT DE DILMA - TAMBÉM ELABORA AFASTAMENTO DO MESSIAS

    

   
    Um dos mais conceituados juristas do país, Miguel Reali Junior (que redigiu o pedido de afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016) tem uma grande empreitada pela frente: Ele coordena um grupo de juristas que vai produzir um parecer - que já passa de 200 páginas - sobre os possíveis crimes do presidente da República. 
    O trabalho do chamado "Doutor Impeachment" é por solicitação da CPI da Covid e será entregue, em breve, aos senadores da Comissão. Ou seja, mais um pedido de afastamento já está no forno. Resta saber se vai ser assado
    Com informações da agência Estadão Conteúdo.

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

CPI DA PANDEMIA BATE NA PORTA DO CLÃ: EX-MULHER DE BOLSONARO É CONVOCADA A DEPOR

    


    Minha amiga/meu amigo: o cerco vai fechando...Nessa quarta-feira, a CPI do genocídio aprovou a convocação  da ex-mulher do Messias, Ana Cristina Valle, mais conhecida como Cristina Bolsonaro. Ela é mãe de Jair Renan, filho mais novo do "seu Jair", conhecido como "04".
    Por que motivos ela teria sido convocada? É uma consequência do depoimento do suposto lobista da Precisa Medicamentos, Marconny Ribeiro, nessa quarta-feira. O depoente afirmou que Cristina teria feito intervenção para a  nomeação de aliados do lobista da Precisa. Isso segundo senadores.
    Quem pediu a convocação foi o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). O parlamentar aponta, também, a ligação da ex-mulher do Messias no esquema das "rachadinhas" na Alerj.
    O único senador que votou contra a convocação foi Marcos Rogério (DEM-RO). Vamos lembrar que Rogério é "bolsonarista de carteirinha" e, no dia 7 de setembro, ao lado do "seu Jair", sobrevoou de helicóptero a manifestação com pauta golpista em Brasília.