quinta-feira, 13 de maio de 2021

DIÁRIO DA AMÉRICA BRONZEADA: ACUADO PELA QUEDA DE POPULARIDADE E PELA CPI, MESSIAS "DISPARA CONTRA O SOL" DO NORDESTE

      


    Na CPI do Genocídio tem sido um "bombardeio" diário. Nessa quinta-feira, o ex-diretor da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo, confirmou a negligência do governo para compra de vacinas. Em agosto de 2020, por exemplo, a empresa fez uma proposta de entrega de 1 milhão e meio de doses até o fim do ano passado (de um total de 70 milhões que seriam entregues ao longo de 2021) e o Palácio do Planalto ignorou. Não disse nem sim, nem não...
    Nessa quarta-feira, também na CPI, o ex-secretário de Comunicação, Wajngarten, só não saiu preso porque o presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD-AM) resolveu colocar panos quentes na bronca... Aí chegou o filho 01 do Messias, Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que nem faz parte da CPI e chamou o relator Renan Calheiros (MDB-AL) de "vagabundo". Renan rebateu "na mesma moeda" e disse: "Vagabundo é você que rouba dinheiro dos funcionários do seu gabinete".
    Pra completar, saiu um Datafolha apontando: Lula vence o Messias no primeiro e no segundo turnos. No segundo, por 55 % a 32%.
    Surtado, só pra provocar, o Messias decidiu ir na terra de Renan (onde Renan Filho é governador), e em Maceió também xingou Renan de "vagabundo" e disse que a CPI da Covid "é um crime"...
    Detalhe: O sujeito foi inaugurar obras já inauguradas por Renan Filho e feitas com dinheiro do governo Dilma. 
    O governador de Alagoas afirmou que o capitão cloroquina "mostrou desespero" atacando pessoas e o Congresso Nacional.
    A "metralhadora" do Messias está "cheia de mágoas"...

AUTODEFESA

 

(charge: Carlos Latuff)

JORNAL DAS MANCHETES, 13/05/2021

    Assassino confesso, foi condenado por homicídio triplamente qualificado. Crime foi em 2008.

     "Acusado de matar Rachel Genofre pega 50 anos de prisão"


=========================================================

Lula está na frente também no 1º turno de acordo com a intenção do povo

"Datafolha 'abotoou' Bolsonaro , que perde de Lula de 55% a 32% no segundo turno"


========================================================

Até o presidente do PSD, Gilberto Kassab, tá dizendo isso:

"Ao preferir Lula, eleitor quer corrigir voto que deu em 2018"


=========================================================

Carlos Murilo, ex-presidente da Pfeizer no Brasil, vai ser ouvido nessa quinta-feira

"Pfeizer deve confirmar negligência do governo na CPI da covid"


==========================================================

Na delação, pra tentar se ver livre da prisão, o ex-governador do Rio teria citado Toffoli. Os integrantes da Suprema Corte disseram "ter ouvido" que era comum investigadores pressionarem delatores para que citassem magistrados de cortes superiores.

"Ministros do STF criticam Fachin por homologar delação de Cabral"


==========================================================

Se for aprovada, ficará obrigatória a impressão do voto depois de o eleitor digitar na urna eletrônica

"Lira instala Comissão para analisar PEC do voto impresso"


========================================================

Quilombo resiste

"Coordenação Nacional Quilombola completa 25 anos de resistência e luta"
























quarta-feira, 12 de maio de 2021

CORITIBA "ATOLA" NA ESTRADINHA: NÃO PASSA PELO CIANORTE E AINDA VAI TER DE CORRER ATRÁS DA VAGA

      


     Tarde de muita chuva no Paraná nessa quarta-feira. Em Paranaguá, onde o Coritiba mandou o jogo contra o Cianorte pelo estadual, o "gramado" da Estradinha "não estava propício para a prática do futebol", como diria aquele velho radialista.  Mas o "piso" estava ruim para as duas equipes.
    E olha que o resultado poderia ser PIOR para o Verdão: O "Leão do Vale" saiu na frente. O Coxa empatou com Léo Gamalho cobrando pênalti. Tudo no segundo tempo.
    É o quarto jogo do Coritiba sem vitória. Com o resultado, caiu para a sexta colocação e ainda não garantiu a classificação para a próxima fase do campeonato. Ficou para a última rodada que vai ser nesse sábado, dia 15, às 11h30 da matina. Detalhe: O jogo vai ser, de novo, na Estradinha. Dessa vez contra o dono da casa o Rio Branco.
    Nesse jogo com o Cianorte, o primeiro tempo foi tão gelado quanto o clima. "Esquentou" só no segundo tempo. Aos 9 minutos, Vitor "anotou o tento" do time do interior. Aos 18, Léo Gamalho sofreu pênalti. Ele mesmo bateu e "deu cifras finais ao placar", como diria aquele outro velho radialista.
    Bora Pensar! amiga/amigo torcedor(a): A nova diretoria do Verdão assumiu há 5 meses. Chegou com uma promessa de revolução. O presidente, Renato Folador, disse que era "mais fácil administrar o Coritiba que uma padaria"....
    Só que...."a massa não cresce..." e o "pão está queimando"...
    Já foram, pelo menos, 15 contratações. E o resultado em campo? Ficar 4 jogos seguidos sem ganhar no "fortíssimo" campeonato paranaense é dose, hein?! Imagina quando chegar o Brasileiro. Antes, tem os dois jogos com o Flamengo pela Copa do Brasil no começo de junho.
    E o técnico paraguaio? Treina...treina... e o time não responde em campo.
    E hoje, não adianta "culpar o campo". Porque estava péssimo para as duas equipes...
    Veja os "momentos menos ruins" e os gols do jogo....

(fonte: TV Coxa Prime)


    

FLÁVIO BOLSONARO PARA RENAN: "VAGABUNDO!" .... RENAN PARA FLÁVIO: "VAGABUNDO É VOCÊ!"

  


     Ki-Suco a "mil grau"  nessa tarde de quarta-feira na CPI da Covid. Não bastasse o depoimento do ex-secretário de Comunicação, Wajngarten , estar "coalhado" de contradições e de mentiras, no "grand finale" aconteceu o "diálogo" entre os senadores Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da Comissão:
    FLÁVIO: "Imagina a situação: Um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como Renan Calheiros!"
    RENAN: "Você que é vagabundo. Roubou dinheiro do pessoal do seu gabinete!"
    Aí se ouviu alguém dizendo:
    --- "Presidente, houve quebra de decoro!"
    E uma outra voz:
    --- "O decoro já foi quebrado faz tempo!"!

DIÁRIO DA AMÉRICA BRONZEADA: SE DEPENDER DE RENAN, WAJNGARTEN PODE "VER O SOL NASCER QUADRADO"

      


     O ex-secretário de Comunicação do governo, Fabio Wajngarten, foi convocado a depor na CPI do Genocídio por uma entrevista que deu à Veja, quando estava no governo. Achou que poderia responder "o que quisesse" da maneira "que quisesse". Mas caiu do cavalo.
    Chegou a "soltar algumas perolas": Ao ser questionado pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL) se achava que declarações negacionistas do Messias interferiam no pensamento do povo sobre tomar - ou não - vacina, respondeu: "Não sei, pergunta pra ele".
    Tanta arrogância resultou numa enquadrada que tomou do presidente, Omar Aziz (PSD-AM):
    “O senhor só tá aqui pela entrevista à revista Veja. Se não fosse isso, a gente nem lembraria que você existia. Não menospreze nossa inteligência, ninguém é imbecil aqui”.
    Aí, ficou "pianinho" e pediu "perdão" umas dez vezes. Aziz deu o "golpe de misericórdia":
    "O senhor não está aqui para pedir perdão, mas para responder perguntas..."
    Cheio de contradições: Pra "Veja" disse uma coisa, mas, pelo o que Renan entendeu das respostas, o ex-secretário queria "reinventar a história, a entrevista" ao ser "apertado" pela Comissão.
    O relator da CPI sapecou (depois de afirmar que vai pedir o áudio da entrevista):
    “Se ele não mentiu, a Veja vai ter que pedir desculpas a ele. Se ele mentiu, ele terá desprestigiado o Congresso Nacional, o que é um péssimo exemplo.[...] Se ele mentiu à revista Veja e a esta comissão, eu vou requerer à Vossa Excelência, na forma da legislação processual, a prisão do depoente.”
    Difícil dizer qual a "pérola mais valiosa", mas quando perguntado o que ele entendeu da declaração do ex-capitão cloroquina que afirmou que não tomaria vacina, se saiu com essa:
    "Entendo que o presidente estava dizendo que só tomaria a vacina depois que o último brasileiro fosse vacinado. Para que todos fossem imunizados".
    Será que a CPI vai pedir para que seja providenciado um tonel de óleo de peroba?
    
    




JORNAL DAS MANCHETES, 12/05/2021

                  É hoje. Mais um crime que chocou o país!

"Treze anos depois, acusado de matar Rachel Genofre vai a júri popular nessa quarta-feira"


==========================================================

"Véio da Havan" teria bancado fake news sobre a covid?

"CPI do Genocídio quer quebra de sigilo bancário de Luciano Hang"


========================================================

"Homem-bomba"?

"Governo Bolsonaro tem medo do que pode acontecer com depoimento de Fábio Wajngarten na CPI da Covid"


========================================================

A papelada é do próprio Ministério da Saúde

"Documentos mostram boicote do governo à vacina da Pfeizer"


==========================================================

Mourão sobre (possível) CPI do Tratoraço

"Quem não deve não teme!"


======================================================

Uma proposta do governo de reforma tributária (que empobreceria ainda mais a população...) foi apenas o "estopim". A barbárie neoliberal e a necropolítica do governo de Iván Duque são os motivos principais dos protestos.

"Negociação fracassa e  colombianos agendam marcha nacional para esta quarta"


=====================================================

Seria suposta venda de decisões do TSE. O ministro nega.

"PF pede ao Supremo autorização para investigar Toffoli"


=========================================================

Direitos humanos

"Escalada de violência, malária e covid ameaça Ianomâmis"






























terça-feira, 11 de maio de 2021

BOLSONARISTAS VÃO (LITERALMENTE!) PARA O DEBATE EM PROGRAMA DE RÁDIO

  


      O Tomé Abduch é bolsonarista premium. Talvez você lembre dele dos "comentários" na CNN Brasil, quando "debatia" com a Gabriela Prioli. Poisintão... Ele está no programa "Pânico" da rádio Jovem Pan, igualmente bolsonarista.
    Na edição dessa terça-feira,11, ele saiu "na mão grande", nos pontapés e nos "coices" com o empresário André Marinho (outro admirador do Messias...) , que ele chamou de "babaca". Marinho devolveu chamando Abduch de "chorão". Aí o Ki-Suco ferveu!
    Os dois foram (literalmente!) para o debate! Veja as imagens...


(fonte: YouTube)


JORNALISTA BOLSONARISTA É CONDENADO POR OFENSA À DEPUTADA GLEISI HOFFMANN

  


  A deputada federal Glesi Hoffmann (PT-PR), presidente do Partido dos Trabalhadores, comentou na tribuna da Câmara dos Deputados, nessa terça-feira, 11, sobre a condenação que o bolsonarista Augusto Nunes sofreu. A Justiça o intimou a pagar indenização à parlamentar por danos morais. Nunes chamou a deputada de "amante" em textos na Veja e no R7 (portal igualmente bolsonarista).
    Gleisi comentou:
    "Aviso aos bolsonaristas: quem repetir a prática do réu Augusto Nunes, acabará réu e condenado também. [...]  Essa também é uma vitória de todas as mulheres que militam na política e que têm de enfrentar todos os dias o machismo e a misoginia."

DALLEDONE EXPLICA A ENCENAÇÃO NO JULGAMENTO DE MANVAILER QUE FOI CONDENADO POR MATAR A MULHER

   

    Cláudio Dalledone Junior é um dos criminalistas mais conhecidos no Paraná. Ele quase sempre "pega casos" de grande repercussão na imprensa. Esse foi mais um. Defendeu Luiz Felipe Manvailer da acusação de matar a mulher, a advogada Tatiane Spitzner. O réu acabou sendo condenado a 31 anos de prisão.
    Além da violência envolvida na história, o que também chamou a atenção do país foi a encenação ("simulação de agressão", como afirmou o causídico) perante o tribunal do júri na cidade de Guarapuava. 
    Dalledone "representou" Manvailer como se ele estivesse esganando e chacoalhando a vítima. Quem "representou" Tatiane foi a advogada Maria Eduarda Lacerda, que faz parte da equipe de Dalledone.
    Veja as imagens.

(fonte: YouTube/UOL)

Com a repercussão da "reconstituição" de como teria sido a agressão, Dalledone e Maria Eduarda se pronunciaram.
Ele afirmou:
"Maria Eduarda participou de uma dinâmica, reproduzida em plenário, para que o cidadão jurado tivesse consciência de que seria impossível uma esganadura sem deixar marca nele [Manvalier]. Nós treinamos essa dinâmica. Ela não teve nenhuma lesão. Ela não foi subjugada. É uma excelente advogada da nossa equipe".
Ela disse:
"Pra mim foi uma honra participar e auxiliar nessa dinâmica de simulação em frente as jurados. Eu acredito que na advocacia do tribunal do júri essa simulação é fundamental em grandes casos. E, realmente, eu não me senti subjugada em momento algum. Foi tudo treinado. Nós já tínhamos combinado. Não fui pega de surpresa. E eu não acredito que isso não esteja denegrindo a minha imagem como mulher. Ao contrário, isso está realçando a minha imagem como advogada e tenho convicção que todas as demais advogadas também concordam que, para defender as nossas causas, as nossas convicções, nós estamos dispostas a tudo em plenário".