sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

CHRISTIANE YARED: "A Justiça é para os VIVOS!"

    O ex-deputado Carli Filho - que causou um acidente que matou dois jovens em 2009 - foi condenado, mas não deve ficar nem um dia preso. É que a pena de 9 anos e 4 meses de prisão foi reduzida para 7 anos, 4 meses e 20 dias, fora da cadeia e com o uso de tornozeleira eletrônica. A decisão é da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná. Ainda cabe recurso da acusação.
    Numa madrugada de maio de 2009, dirigindo bêbado e com a carteira vencida, Carli atingiu o carro em que estavam Gilmar Yared e Carlos Murilo de Almeida. Os dois morreram na hora. A pena do ex-deputado foi amenizada porque a defesa entrou com recurso.
    A mãe de Rafael Yared, a deputado federal Christiane Yared, desabafou:
    “Me disseram que a decisão do júri é soberana. Não é, não é mesmo. Dá uma tornozeleira para ele, tadinho. Os que morreram, morreram. A Justiça é para os vivos afinal de contas."




 




Nenhum comentário:

Postar um comentário