quarta-feira, 30 de outubro de 2019

NEM COMEÇOU A INVESTIGAÇÃO: PGR DIZ QUE CITAR BOLSONARO NA MORTE DE MARIELLE FOI "FACTOIDE" E MANDA ARQUIVAR

    O principal assunto do dia foi para a gaveta: o recém-empossado ( nomeado por Bolsonaro), procurador-geral da República, Augusto Aras, desqualificou a revelação de que um dos suspeitos de matar Marielle Franco citou Jair Bolsonaro. É a história do sujeito (suspeito) chegar à portaria do condomínio onde o presidente tem casa, no Rio de Janeiro, e pedir pra falar com ele (no dia do crime).
    E o caso virou completamente: Bolsonaro passou à vítima! O PGR afirmou que "agora, o factoide gerou um crime contra o presidente".
    Ou seja, possível investigação contra Bolsonaro devidamente arquivada.


...."TALKEY ???"



Nenhum comentário:

Postar um comentário