quinta-feira, 14 de novembro de 2019

130 ANOS DE REPÚBLICA...E NÓS ELEGEMOS MUITA GENTE...

    15 de novembro de 1889, direto dos livros de história....
                                      
(obra: "Proclamação da República" -1893. Óleo sobre tela de Benedito Calixto)

    
     O marechal Deodoro da Fonseca saiu de sua residência, no Rio de Janeiro, ao amanhecer do dia 15 de Novembro, atravessou o Campo de Santana e, do outro lado do parque, conclamou os soldados do batalhão ali aquartelado, onde hoje se localiza o Palácio Duque de Caxias, a se rebelarem contra o governo. Oferecem um cavalo ao marechal, que nele montou, e, segundo testemunhos, tirou o chapéu e proclamou "Viva a República!". Depois apeou, atravessou novamente o parque e voltou para a sua residência. A manifestação prosseguiu com um desfile de tropas pela Rua Direita, atual rua 1.º de Março, até o Paço ImperialOs revoltosos ocuparam o quartel-general do Rio de Janeiro e depois o Ministério da Guerra. Depuseram o Gabinete ministerial e prenderam seu presidente, Afonso Celso de Assis Figueiredo, Visconde de Ouro Preto
    Na tarde do mesmo dia 15 de novembro, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, foi solenemente proclamada a República.
À noite, na Câmara Municipal do Município Neutro, o Rio de Janeiro, José do Patrocínio redigiu a proclamação oficial da República dos Estados Unidos do Brasil, aprovada sem votação. O texto foi para as gráficas de jornais que apoiavam a causa, e, só no dia seguinte, 16 de novembro, foi anunciado ao povo a mudança do regime político do Brasil. Também apenas no dia 16, Dom Pedro II foi informado da proclamação da República. Com a mudança da forma de governo, a família imperial brasileira se exilou na Europa e só teve permissão de voltar na década de 1920.
    Poizintão...dito isso, a gente é obrigado a lembrar que, há 130 anos, estamos elegendo figuras "ímpares" como: Fernando Collor, Tiririca, Joice, clã Bolsonaro, Onyx, Clodovil, Maluf, Janaína, Kataguiri, Malta, Garotinho, Cunha, Jungmann, clã Sarney, Aécio, Cabral, Moreira Franco, clã Francischini, Jucá, clã Barros, clã Barbalho, clã Maia, Argello, Estevão, Richa (o "brigão") entre tantos outros de norte a sul, de leste a oeste do país.
    Parabéns, Brasil pelos 130 anos de República!
    

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário