segunda-feira, 18 de novembro de 2019

"COURO COME" NA CÂMARA DE CURITIBA E VEREADORES APROVAM PROJETOS QUE MEXEM COM A VIDA DOS SERVIDORES


(foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

  "Ki-Suco ferveu" nessa segunda-feira na Câmara Municipal de Curitiba. O tratoraço do prefeito Rafael Greca, turbinado por uma bancada favorável, passou por cima das reivindicações dos servidores. Greca conseguiu aprovar - com folga - as três propostas que mandou para os nobres edis. 
    Tudo aprovado em primeiro turno. O segundo turno já é nessa terça-feira, dia 19. Adivinhe qual deve ser o resultado?

                                         SUSPENSÃO DO PLANO DE CARREIRA

    A suspensão vai até o dia 31 de dezembro de 2021. Foram 22 votos a favor do projeto, 9 contra e uma abstenção.

                                       LIMITE DE SERVIDORES SINDICALISTAS

    Liberação do número de servidores para trabalhar em sindicatos cai de 16 para 6. Foram 20 votos a favor, 9 contra e 2 abstenções.

                                                 REAJUSTE DO FUNCIONALISMO

    A aprovação do reajuste salarial de 3,5% para a categoria foi por unanimidade: Todos os 33 vereadores disseram "sim".
    Os sindicatos que representam os trabalhadores afirmam que faltou "espírito democrático" desde a discussão dos projetos até a votação. Para eles, o que os nobres edis aprovaram foi um sucateamento dos serviços públicos. Por exemplo: O reajuste salarial de 3,5% está beeemmm longe dos 10% de perdas ao longo da gestão de Rafael Greca. Para o Sismmac, "No projeto de lei da data-base, vereadores da oposição apresentaram emendas para aumentar o índice de 3,5% de reajuste, mas não foram aprovadas, mesmo com demonstração de estudos comprovando que um aumento maior não iria atingir o limite prudencial de gastos previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.



                             SERVIDORES TENTARAM ENTRAR NA CÂMARA DE VEREADORES, MAS FORAM IMPEDIDOS PELA GUARDA MUNICIPAL. VEJA A IMAGEM ABAIXO.





 

 








Nenhum comentário:

Postar um comentário