sábado, 15 de dezembro de 2018

UNGER: "SE CIRO FIZESSE ALIANÇA COM LULA, PODERÍAMOS TER VENCIDO A ELEIÇÃO!"

"Ciro e nós, seus aliados, cometemos um erro. Havia dois caminhos. Um era acertar-se com Lula e com o PT. Aceitar ser vice de Lula para depois virar cabeça de chapa. Havia objeções a isso, devido à diferença entre os projetos para o país e à falta de confiança nos acertos do PT, que tem uma longa história de dar rasteiras. Esse caminho tinha uma consistência tática.(...)O outro caminho era romper desde o início com o PT. Deixar clara a diferença de projeto e oferecer-se ao eleitorado como uma alternativa mais confiável do que Bolsonaro. O erro foi ficar no meio termo. Muitos até o final continuaram a achar que o Ciro era um homem de Lula. Isso é que foi fatal."

                                                      Roberto Mangabeira Unger, filósofo e "guru" de Ciro Gomes, em entrevista ao "Estadão".

    Bora Pensar! O difícil, nesse caso, era fazer Ciro ver que só uma candidatura única de centro-esquerda poderia derrotar a direita, no caso, Bolsonaro. A vaidade de Ciro falou mais alto. Ele foi derrotado pelo "espelho". Não topou ser o candidato a vice de Lula - mesmo sabendo que Lula não sairia da cadeia - e ele, Ciro, seria o que Haddad acabou sendo (o candidato à Presidência). 


Nenhum comentário:

Postar um comentário