quarta-feira, 20 de novembro de 2019

DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA: POR QUE NÃO É FERIADO EM CURITIBA?



20 DE NOVEMBRO, DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Não seria um dia simplesmente pra "ficar em casa" ou "pra viajar". Mas uma data para que as pessoas tivessem um mínimo de reflexão sobre o tema. Zumbi morreu nessa data. Ele foi o símbolo da luta pela liberdade e  valorização do povo afro-brasileiro. Em todo o país, é feriado em menos de 15% dos municípios...e nossa população tem 55% de negros e pardos, segundo o IBGE. Em Curitiba, a Câmara de Vereadores aprovou o feriado em 2012. Mas...a Associação Comercial do Paraná, na época, entrou com uma ação argumentando que esse dia de "folga""prejudicaria a economia". Vê se não parece coisa de  "Casa Grande e Senzala"....O Tribunal de Justiça do Paraná atendeu o pedido e barrou o projeto. A Câmara recorreu  ao STF que negou o recurso de reversão da decisão do TJ Paraná. É o argumento econômico prevalecendo sobre os direitos humanos...
Buenas: A falta de um feriado não é desculpa para não refletirmos sobre a importância de se lutar contra o preconceito. De se combater a violência contra o povo negro. De esperarmos que um dia (quando será?) pessoas não sejam identificadas como esse "engenheiro negro", "médico negro", "artista negro" ou "jornalista negro". Que seja simplesmente engenheiro, médico, artista ou jornalista.
Fica aqui um ponto importante de reflexão sobre o negro na sociedade. É o desabafo do narrador Júlio Oliveira, do Sportv, sobre o número pequeno de negros no Jornalismo. Se você não viu, vale muito a pena assistir na íntegra. Se você já viu, VALE A PENA VER DE NOVO:


                                                







Nenhum comentário:

Postar um comentário