quarta-feira, 6 de novembro de 2019

BRAGANTINO NA SÉRIE A: VEM AÍ A "DISPARADA DOS TOUROS VERMELHOS"

    A série A de 2020 já tem mais um "integrante": o Bragantino (futuro Red Bull...). O time paulista conquistou, na noite dessa terça-feira, a primeira das 4 vagas. "Chegou lá" com algumas rodadas de antecedência. Qual a receita do sucesso? A administração "clube-empresa" implantada pela Red Bull (gigante da bebida energética) que injetou, em 2019, cerca de 50 milhões de reais no elenco e promete, para o ano que vem, algo entre 150 e 200 milhões de reais para disputar a "elite" do futebol tupiniquim.
    Mas todo mundo sabe que só dinheiro não resolve. Ajuda muito. Mas não traz títulos. O gerenciamento é que é o importante. Se não souber gastar, só joga dinheiro fora. No banco, o time tem um técnico rodado principalmente por equipes consideradas menores e que, agora, está, em alta: Antonio Carlos Zago, ex-zagueiro do Palmeiras. 
    Em campo, a estrela é Claudinho. Com 22 anos, 1,72 m de altura, é o "motorzinho" do ataque. O jogador começou no Santos e teve, também, passagem pelo Corinthians, até se transferir, em 2016, para o Bragantino. É o "Salah caipira".
     Em 2020, o time passa a se chamar Red Bull. A empresa austríaca não está fazendo uma "aventura". Já tem tradição de comandar outras equipes: Na Alemanha, o RB Leipzig; na Áustria, o RB Salzburg; e nos Estados Unidos, o New York Red Bulls.
    E a diretoria do clube de Bragança Paulista tem uma grande ambição: em 4 ou 5 anos, disputar o título brasileiro. Será que chega lá? E alguém vai conseguir segurar os touros vermelhos?














CLAUDINHO, O "SALAH CAIPIRA"...                       E O SALAH EGÍPCIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário