terça-feira, 26 de novembro de 2019

"UM ARTHUR DA COSTA E SILVA BAIXOU EM MIM !" : GUEDEXXX E A FALA DO AI-5

    Um dos pronunciamentos mais infelizes (e tá difícil achar um "feliz"...) do ministro Paulo Guedes foi a entrevista na qual citou "a volta" do AI-5 pra impedir a oposição de protestar contra o projeto neoliberal do "seu Jair". Pelo "tom belicoso" da fala do titular da Economia, parece até que o ex-presidente da época da ditadura militar, Arthur da Costa e Silva, havia "baixado" em Guedexxx.
    Costa e Silva (milico da "linha dura") editou o Ato Institucional número 5 que tornou pior o que já era péssimo. Com o AI-5, o presidente podia, por exemplo, fechar o Congresso, as Assembleias estaduais e as Câmaras municipais. O presidente passou a ter, em caráter permanente, poderes pra cassar mandatos e suspender direitos políticos. Ainda: Suspendeu a garantia de habeas corpus.  O ato foi assinado no dia 13 de dezembro de 1968 e durou até 13 de outubro de 1978, já no governo Ernesto Geisel.
    Essa equipe de governo é tão despirocada que parece não ter noção da gravidade do que eles estão falando, o que estão defendendo. Não é o caso de Guedes, que tem idade e informação suficiente (acreditamos!) pra saber que é crime o que ele fala. Diz a lei que fazer apologia à ditadura militar pode ser enquadrado como crime baseado na Lei de Segurança Nacional. "Pedir" a volta do AI-5 é defender o retorno da ditadura...
    Procurado, o "seu Jair", chefe do clã, desconversou quando perguntado por repórteres sobre a fala do ministro. Mais uma vez se fez de "desentendido" e afirmou:
    "Eu falo de AI-38 [38 é o número que escolheu para o novo partido dele...] Quer falar de AI-38? Eu falo agora contigo. Quer o AI-38? Eu falo agora. Esse é o meu número. Outra pergunta aí!"
   

COSTA E SILVA É "ENCOSTO" DE GUEDEXXX ???

Nenhum comentário:

Postar um comentário